Está aqui

Recomendações e dicas para cuidar do seu relógio

Artigo
Interior relógio
Créditos Imagem
Licença: 
CC Attribution-NonCommercial 2.0

Existem vários cuidados que deve considerar no que diz respeito ao seu relógio. Sem ser necessária uma cautela excessiva, pode ter em conta algumas precauções básicas, que irão ajudá-lo a evitar danos e avarias, e contribuir em muito para prolongar a vida do seu relógio.

Eis as principais:

  • Em relógios automáticos com regulador de 12 horas, não acerte o mesmo entre as 21h00 e as 03h00, pois isso pode danificá-lo. Especialmente em relógios mais complexos com calendários anuais ou perpétuos.
  • Evite expor o relógio a temperaturas muito altas, sobretudo na praia ou em saunas. Essas temperaturas podem fazer evaporar os lubrificantes do interior do relógio, com consequências óbvias.
  • Tal como um carro, um relógio também precisa de manutenção. Em intervalos de cerca de 4 ou 5 anos leve-o a um reparador (ou revendedor) autorizado, para que possam limpar o interior e oleá-lo novamente.
  • Tire o relógio quando praticar desporto, especialmente os que implicarem movimentos intensos e bruscos (incluindo o golfe). Estes movimentos são violentos demais para o funcionamento normal de um relógio automático.
  • Se esteve com o relógio em água salgada, deixe-o dentro de uma pequena bacia com água da torneira. Lavá-lo apenas não será suficiente, e como se sabe, o sal é corrosivo para com todos os metais. Imagine só o que não fará aos delicados micro-componentes do seu relógio.
  • Evite a proximidade com equipamentos magnéticos, tais como altifalantes de grandes dimensões ou os scanners de aeroporto. O forte magnetismo pode interferir com a precisão do relógio. Já com máquinas de raio-x não terá qualquer problema.
  • Tire sempre o relógio do pulso para o acertar. Além de poder dobrar as peças, fazê-lo no pulso também aumenta a probabilidade de entrar sujidade (como poeira) para o seu interior.
  • Caso não use o relógio durante um longo período de tempo, acerte-o pelo menos uma vez por mês, já que isto fará com que as peças do interior se mantenham lubrificadas.
  • Não hesite em recorrer a profissionais sempre que necessário, mesmo para pequenas tarefas que lhe parecem acessíveis, como mudar uma pulseira. Além disso, a maioria deles provavelmente não lhe cobrarão por trabalhos como esse.
  • Use a Internet! Sempre que tiver dúvidas, consulte outros conhecedores ou aficionados por relojoaria. O mais certo é encontrar (quase) sempre uma resposta!
A sua votação: 
Média: 4.4 (35 votos)