Está aqui

Relógios Breil: o melhor de dois mundos

História
Relógio Breil

Da Suíça vem a precisão, a qualidade ímpar da relojoaria, símbolo supremo da perícia na concepção e fabrico de instrumentos de medição de tempo. De Itália, chega-nos o design, as linhas arrojadas, a beleza estética e material… a excelência da moda.

Dois mundos que nasceram e cresceram separados, até que a Breil os uniu.

Os relógios Breil surgem desta fusão de conceitos e estilos, com as suas origens a remontarem ao início do século XX. Innocente Binda, mestre relojoeiro, pretendeu justamente aliar a qualidade suíça às linhas avançadas do design italiano. A primeira loja abriu em 1906, precisamente na fronteira entre os dois países, e pouco depois Binda levou o seu conhecimento para a capital mundial da moda, Milão. O primeiro relógio com o nome Breil foi lançado em 1937, e logo aí se diferenciou da restante oferta, ao apresentar uma estética bastante mais próxima das tendências que então se viviam.

Os relógios suíços sempre foram conhecidos pela sua qualidade superior, mas em termos estéticos deixavam algo a desejar; já os relógios italianos eram espantosos na sua beleza, mas fracos na precisão e na funcionalidade. Ao longo das décadas, a Breil foi-se demarcando como a marca que unia estes dois mundos.

É em 1993 que a marca é relançada com o posicionamento arrojado que ainda hoje perdura. Cada colecção corta radicalmente com a anterior, estreando novas linhas e traços, formatos diferentes e inovadores que transportam para os relógios as emoções da passerelle. Assim, a inovação de colecção para colecção tem sido sempre o traço mais característico dos relógios Breil, sustentado por uma comunicação intensa e mesmo agressiva, com uma sexualidade evidente. Durante anos utilizou a assinatura “Podes levar tudo, menos o meu Breil”, e posteriormente, “Não toques no meu Breil”.

Actualmente a marca é especialista em relógios e joalharia, dividindo-se em duas comunicações distintas: a Breil Milano e a Breil Tribe.

No caso da Breil Milano chega-nos um posicionamento mais sóbrio e luxuoso, com três colecções – Logo, Mediterraneo e Eros – todas elas com modelos masculinos e femininos, com ou sem cronógrafo. Desde o estilo clássico e sóbrio presente em Logo, passando pelo glamour do design italiano de Eros, a Breil culmina com a colecção Mediterraneo, inspirada no mundo náutico e com linhas verdadeiramente estonteantes.

Já a Breil Tribe incorpora o tom mais urbano e jovem da marca, descontraído e divertido, mas sempre com o espírito de elite da moda. Cada uma das quatro colecções especializa-se numa personalidade concreta, de modo que encontrará sempre o relógio ideal para si. Na colecção Globe temos o relógio que alia o clássico ao desportivo, com cronógrafo e ainda com um modelo feminino disponível. A colecção Cage, exclusivamente feminina, respira “moda” em todas as suas características, enquanto que os dois modelos Jump (um masculino, um feminino) são puramente desportivos e modernos.

A nova colecção adopta o nome de “Hero”, e apresenta seis modelos (três para cada sexo) com os mais recentes traços do design de Milão.

Para encontrar uma loja própria da Breil, terá que se deslocar uns bons quilómetros: a mais próxima de Portugal fica em Barcelona, enquanto o cliente brasileiro terá que dar um salto a Nova Iorque!

Felizmente, para comprar um relógio Breil não terá que fazer um esforço assim tão grande, já que estão disponíveis na generalidade das relojoarias especializadas. Por entre as várias colecções, estes relógios custam entre €200 e €550.

Marca: 
A sua votação: 
Média: 4.4 (16 votos)