Está aqui

Relógios Rolex

História
Relógio Rolex

Rolex é uma marca de relógios de pulso e de acessórios suíços, celebres pela sua qualidade e exclusividade, bem como pelos seus preços (desde uns milhares até a cem mil euros). Os relógios tornaram-se símbolo do status de rico e famoso.

A empresa Rolex SA foi fundada em 1905 pelo alemão Hans Wilsdorf e o seu cunhado Alfred Davis. Ao contrário da crença popular, Hans Wilsdorf não era nem suíço nem um relojoeiro. Wilsdorf e Davis era o nome original que mais tarde se tornou Rolex Watch Company. Inicialmente importavam os movimentos de relógios suíços da Hermann Aegler para Inglaterra, colocando-os em caixas de qualidade fabricadas por Dennison e outros. Estes primeiros relógios de pulso eram vendidos a joalheiros, que posteriormente colocavam os seus nomes no dispositivo. Os primeiros relógios da empresa de Wilsdorf e Davis eram geralmente marcados como “W&D” mas só no interior da traseira da caixa.

Hans Wilsdorf registou o nome “Rolex” como marca registrada na La Chaux-de-Fonds, na Suíça em 1908. O nome estava criado mas a sua origem não é clara. Uma história, que nunca foi confimada por Wilsdorf, é que a palavra “Rolex” provém da frase francesa horologerie exquise, que significa sofisticada indústria relojoeira.

A empresa Wilsdorf & Davis mudou-se da Grã-Bretanha em 1912. Wilsdorf queria que os seus relógios fossem acessíveis, mas os impostos e as taxas alfandegárias sobre os metais (prata e ouro) faziam que os custos aumentassem. Desde essa altura até aos dias de hoje, a sede da Rolex é em Genebra, Suíça, apesar da empresa deter instalações noutras cidades (Berna, etc) e continentes (América do Norte, Ásia, Austrália, etc).

O nome da empresa Rolex foi oficialmente registrado a 15 de Novembro de 1915. Pensa-se que esta mudança foi em parte para tornar populares os relógios de pulso, que então eram considerados uma novidade principalmente para as mulheres (os relógios de bolso eram mais comuns).

A Rolex SA é uma fundação originalmente iniciada e financiada por Hans Wilsdorf e pela família Aegler. De acordo com documentação da fundação, a empresa Rolex SA nunca poderá ser vendida nem negociada em bolsa.

Constam entre as inovações da empresa o primeiro relógio automático de corda, a primeira caixa de relógio à prova de água, o primeiro relógio de pulso com data no mostrador, o primeiro relógio a mostrar simultaneamente dois fusos horários, e mais importante os primeiros relojoeiros a ganhar a ambicionada certificação cronómetro para um relógio de pulso. Até hoje a Rolex detém o recorde para o maior número de movimentos de cronómetro certificado na categoria de relógios de pulso. Outro facto pouco conhecido é que a Rolex esteve envolvida no desenvolvimento dos originais movimentos de relógios de quartzo. Apesar da Rolex ter fabricado poucos modelos de quartzo para a sua linha Oyster, os engenheiros da empresa em design foram instrumentais no design e na implementação de tecnologias no início dos anos 70.

O primeiro relógio automático de corda foi posto a venda em 1931, accionado por um mecanismo interno que usava o movimento do braço do portador. Isto não só tornou desnecessário dar corda aos relógios como eliminou o problema de dar corda a mais e danificar o mecanismo. A Rolex também foi a primeira empresa de relógios que criou um relógio verdadeiramente a prova de água – mais um marco de inovação a relógio funcional. Wilsdorf foi ao ponto de criar um relógio Rolex especialmente feito para se anexar às paredes do míni-submarino Triestre, que ia até ao fim da Fossa das Marianas (local mais profundo dos oceanos). O relógio sobreviveu e provou manter perfeitamente as horas durante a descida e a ascensão. Isto foi confirmado por telegrama enviado à Rolex dizendo o seguinte: “É com agrado que confirmo que até a 11.000 metros o seu relógio é tão preciso como à superfície. Com os melhores cumprimentos, Jacques Piccard”.

A Rolex também fez reputação nos relógios adequados aos extremos do mergulho em águas profundas, da aviação e de escalar montanhas. Inicialmente os modelos desportivos da Rolex incluíam o Submariner, o Oyster Perpetual Sea Dweller 2000 (em 1971). Este relógio incluía uma válvula que libertava hélio, co-inventado com o relojoeiro suíço Doxa, para libertar o gás do hélio que acumulada durante a descompressão. Outro modelo desportivo é o Rolex GMT Master II, originalmente desenvolvido a pedido da companhia aérea Pan Am, para auxiliar os pilotos nos voos transcontinentais. O Explorer e Explorer II foram desenvolvidos especificamente para exploradores que percorriam terrenos muito acidentados, como nas mundialmente conhecidas Expedições ao Evereste.

No lado mais glamoroso, James Bond, a personagem de Ian Fleming, usava um Rolex Oyster Perpetual no romance da série. Nas primeiras produções da EON dos filmes de Bond, Bond usava um Rolex Submariner. No entanto, para os filmes de Bond com Pierce Brosnan, o relógio usado por James Bond é um Omega Seamaster. Isto é em parte devido ao facto de que a Omega promove abertamente sua associação com os produtores dos filmes.

Rolex SA tem três linhas de relógios, Rolex, Tudor e Cellini. Entre os modelos modernos do relógio Rolex Oyster estão o Air King, Gatejust, Rolex GMT Master II, Explorer, Rolex Submariner, Sea-Dweller, Daytona Cosmograph, Day-Date, Oyster Perpetual e Yacht-Master. O Daytona de aço inoxidável tornou-se num dos relógios mais pretendidos de todos os tempos. A lista de espera dos vendedores pode ir de três a sete anos e há rumores de que coleccionadores pagam até 15.000 € para o privilégio de ser dono deste relógio exclusivo.

As primeiras pulseiras para a linha Rolex Oyster são denominadas Jubilee, Oyster e President. Rolex mais “chiques” são da linha Cellini. A terceira marca do império Rolex é a menos cara, mas de alta qualidade, a marca Tudor. Enquanto esta ainda é vendida na Europa e no Extremo Oriente, a linha Tudor deixou de ter continuidade nos Estudos Unidos em 2004.

Marca: 
A sua votação: 
Média: 4.6 (134 votos)