Está aqui

Omega Constellation Baguette – a estrela que brilha mais longe

Notícia
Omega Constellation Baguette

O Omega mais luxuoso de sempre

Em cada constelação, existe sempre uma estrela que ofusca as restantes, brilhando mais e mais longe que qualquer outra. Na colecção da belíssima colecção feminina Constellation, da Omega, essa estrela chama-se “Baguette”. E brilha. Brilha muito.

O Omega Constellation Baguette eleva a fasquia da beleza e do luxo numa colecção já por si só bela e elegante, considerada por muitos como uma das melhores colecções de relógios para senhora existentes na actualidade. O Constellation Baguette faz-se de diamantes, tão exclusivos quanto se possa imaginar.

No total, encontra-se revestido por 459 diamantes Wesselton, com o conjunto a atingir os 30 quilates. Distribuídos por todo o relógio, desde a pulseira à coroa, o mostrador por si só encerra 146 diamantes cortados em baguete ou trapézio, numa espiral que remete as atenções para a estrela, às 6 horas, com fundo em madrepérola. A caixa, toda ela em ouro branco, é “invisível”, devido à técnica de montagem utilizada, que transmite a aparência de os diamantes estarem apenas presos entre si.

Cada um dos 459 diamantes foi cortado exclusiva e especificamente para este relógio (para já, exemplar único), não existindo exemplares de reserva e muito menos em stock. Isto significa que caso seja necessário reparar ou substituir apenas um dos diamantes, será necessário proceder a novo corte, com a necessária pesquisa prévia para que não surjam diferenças de cores ou tonalidades.

No interior da caixa, brilha silenciosamente o OMEGA Caliber 8421, movimento mecânico automático de provas dadas, que incorpora o célebre e revolucionário Escape Co-Axial. Lançado pela marca em 1999, constituiu a primeira grande inovação, em termos de escapes, dos últimos 250 anos. Apesar de inicialmente reservado apenas aos modelos de topo, este Escape equipa agora a generalidade das colecções Omega, incluindo o Constellation Baguette.

Mas essa será, provavelmente, a única “vulgaridade” na estrela mais brilhante desta fantástica constelação.

Marca: