Está aqui

Omega Speedmaster Professional Apollo-Soyuz – comemorando a História

Notícia
Omega Speedmaster Professional Apollo-Soyuz

Em 17 de Julho de 1975 fez-se história: pela primeira vez, dois homens de duas nações opostas encontram-se no espaço, vindos de diferentes naves. Dos E.U.A., pela missão Apollo, Thomas Stafford; da U.R.S.S., pela missão Soyuz, Alexei Leonov. A uni-los, além da paixão pelo espaço, estava o Omega Speedmaster Professional, presente no pulso de ambos os astronautas.

A importância história da missão Apollo-Soyuz é enorme e muitas vezes esquecida. Foi o primeiro projecto internacional de colaboração espacial, traduzindo-se na acoplagem de duas naves espaciais, produzidas em diferentes nações. A origem dessas duas naves transmite a esta missão um significado político ainda maior, na medida em que a colaboração entre E.U.A. e U.R.S.S. não era propriamente algo comum.

Trinta e cinco anos depois, a Omega não deixa esquecer esta importante data – nem, verdadeiramente falando, a sua importante presença nela – lançando uma edição espacial limitada comemorativa da ocasião.

O relógio é o histórico Speedmaster Professional, que esteve presente na generalidade das missões espaciais, afirmando-se ainda hoje como o único relógio a ter estado na lua. O cronógrafo, com certificação de cronómetro, não é muito diferente dos restantes, com a excepção de um pequeno pormenor que faz toda a diferença: o mostrador.

Ilustrando a natureza espacial desta edição, o mostrador é feito a partir de um meteorito que sobreviveu à entrada na atmosfera do planeta e ao impacto com o solo. O aspecto originalmente prateado e polido deste meteorito (que é reproduzido no aspecto dos ponteiros de horas, minutos e do cronógrafo) foi completamente alterado pelas elevadas temperaturas por que passou. Os padrões e marcas completamente aleatórias que daí resultam produzem um belo efeito, com um mostrador escurecido e de aspecto misterioso. E tornam também cada relógio num exemplar único: não existem dois cortes iguais, o que significa que cada Speedmaster Professional desta edição é diferente dos demais.

Adicionalmente, o verso exibe ainda uma inscrição que lembra a data e o evento, com o nome da missão e dos astronautas que dela fizeram parte e uma bela gravação que representa o momento da acoplagem das duas naves.

É ainda exibida a numeração individual do relógio, parte de uma edição limitada a 1975 exemplares.

Marca: