Está aqui

Saiba quais são os melhores relógios do ano

Notícia

Nomeados para o Grand Prix d’Horlogerie de Genève

Ainda faltam mais de dois meses para a grande gala do Grande Prémio de Relojoaria de Genebra, onde serão conhecidos os melhores relógios do ano. Mas já são conhecidos os 72 modelos nomeados, que irão disputar os tão apetecidos galardões. Venha conhecê-los!

Se o número de nomeações for um indicador, então poder-se ia dizer que a Audemars Piguet e a Hublot partem em vantagem, cada uma delas com 5 relógios nomeados; a Harry Winston, com 4, e Bovet Fleurier, De Bethune, TAG Heuer e Vacheron Constantin, cada uma com 3 modelos selecionados, seriam também nomes a considerar. No entanto, ao contrário dos Óscares, no Grand Prix d’Horlogerie de Genève o número de nomeações não significa absolutamente nada – até porque de acordo com o regulamento, cada marca só poderá vencer um único prémio. Aqui, cada relógio vale por si e pelas suas qualidades.


Na categoria de complicação, e depois de ter estado ausente das nomeações em 2010 por ter vencido o grande prémio em 2009,  A. Lange & Söhne volta a ser um candidato de peso, com o relógio Richard Lange Tourbillon. Também a Montblanc com o Tourbillon Bi-Cylindrique e a Piaget com o Emperador Coussin XL são nomes a considerar, não descurando o fantástico Opus XI de Harry Winston, ou o Academy Christophe Colomb Equation of Time (uma versão melhorada – agora com a complicação “equação do tempo” – do modelo que aqui apresentámos), da Zenith. Eis os nomeados na categoria complicação:


No que diz respeito à categoria de design, saltam à vista os relógios Blackjack (Christophe Claret), Ari (Eva Leube), HL2.2 (Hautlence), V4 Titanium & Silicon Nitride (TAG Heuer) e UR-110 (Urwerk). Os dez relógios nomeados são os seguintes:


Já na categoria que irá eleger o melhor relógio desportivo, destaca-se o relógio Hublot Arton Senna e o Mikrotimer Flying 1000, da TAG Heuer, não esquecendo o sempre imponente Royal Oak, da Audemars Piguet, ou o impressionante Project Z6 de Harry Winston. Os nomeados são os seguintes:

  • Audemars Piguet – Royal Oak Offshore Chronograph
  • Bovet Fleurier – Chronographe Camiano édition 2011
  • Chopard – Classic Racing Superfast Chrono Split Second
  • Clerc – Hydroscaph Limited Edition Central Chronograph
  • Drakkar – Cap Horn TT
  • Graham – Silverstone Tourbillograph Full Black
  • Harry Winston – Project Z6 Black Edition
  • Hublot – Ayrton Senna
  • TAG Heuer – Mikrotimer Flying 1000
  • Vacheron Constantin – Overseas Petit modèle Quantième automatique
  • Zenith – Stratos Flyback


Uma das categorias que mais atenções atrai é inevitavelmente a de melhor relógio masculino. Em 2011 os relógios nomeados são mais variados entre si, apesar de dominar uma vez mais o espírito clássico e elegante, que se realça em modelos como o Galet Micro-Rotor da Laurent Ferrier (que venceu esta categoria no ano passado), o Portofino da IWC ou o Le Temps Suspendu da Hermès. Outros modelos, como o Octa UTC da F.P. Journe ou o Patrimony Traditionnelle World Time da Vacheron Constantin, dão um outro “colorido” aos relógios selecionados. Eis os dez candidatos:


Na categoria “La Petite Aiguille”, estreada em 2010 e destinada a relógios com um preço de venda ao público inferior a 5.000 francos suíços (cerca de €4.300 | R$9.880), destaca-se a presença de um maior número de marcas sonantes, relativamente ao ano passado. Não é por isso de espantar a presença de nomes como Baume & Mercier, Bell & Ross, TAG Heuer e Porsche Design por entre os nomeados. A Montblanc, que venceu em 2010, está também presente entre os nomeados:

  • Baume & Mercier – LINEA
  • Bell & Ross – WW1-97
  • Ebel – Classic 100
  • Eterna – KonTiki Date
  • Frédérique Constant – Maxime Manufacture
  • Montblanc – Star Worldtime GMT Automatic
  • Porsche Design – P'6620 Dashboard
  • Raymond Weil – Maestro Chronograph
  • TAG Heuer – Heritage Chronograph Cal. 16
  • Vulcain – The Heritage Presidents'Watch


No que diz respeito à categoria para melhor relógio de senhora, estão selecionados os seguintes modelos:

  • Boucheron – Hathi
  • Bovet Fleurier – Récital 0
  • Chanel – Chromatic 38mm Baguettes
  • Chaumet – BEE MY LOVE GM white gold enamel and diamonds
  • Graff – SuperStar 38mm
  • Harry Winston – Premier Large Chronograph
  • Hublot – Big Bang Leopard
  • Louis Vuitton – Spin Time
  • Piaget – Limelight Dancing Light
  • Roger Dubuis – Excalibur Lady Pink Gold Set with Diamonds


Por fim, para a categoria joalharia e trabalhos artísticos, estão nomeados os seguintes relógios:

  • Audemars Piguet – Millenary Onyx Tourbillon
  • Boucheron – Shéhérazade Nuit
  • Bovet Fleurier – 5 Days Tourbillon Jumping Hours Reversed Hand Fitting
  • Bulgari – Mediterranean Eden
  • Girard-Perregaux – High Jewellery Tourbillon with Gold Bridge
  • Graff – MasterGraff Skeleton Limited Edition
  • Harry Winston – Avenue C Large
  • Hublot – 2 Million € Big Bang
  • Vacheron Constantin – Métiers d'Art Chagall & L'Opéra de Paris
  • Van Cleef & Arpels – Lady Arpels Polar Landscapes Seal Decor


De entre estes 72 relógios irão sair os vencedores de cada uma das respectivas categorias, mas também três outros modelos serão galardoados: um deles receberá o prémio do público, escolhido por votação no website do Grande Prémio de Relojoaria de Genebra; outro receberá o prémio especial Selo de Genebra, por ocasião do 125º aniversário da distinção; e por fim, será também um destes modelos que será galardoado com o prestigiante L’Aiguille d’Or, o prémio principal do evento e que elege o melhor relógio do ano.

Qual o seu favorito?