Está aqui

Girard-Perregaux 1966 Chronograph: a peça que faltava

Notícia
Girard-Perregaux 1966 Chronograph

Lançada em 2006, a célebre colecção da Girard-Perrexaux intitulada 1966 vivia um paradoxo: fora criada para celebrar um dos principais anos da história recente do gigante suíço: o ano em que foi lançado o novo movimento de Alta-Frequência, atingindo padrões de fiabilidade inéditos; no ano seguinte, 70% das certificações de cronógrafo pelo Observatório de Neuchatel foram atribuídas à marca. No entanto, apesar de contar com interessantíssimos modelos, faltava precisamente... um cronógrafo. Até agora.

O Girard-Perregaux 1966 Chronograph é um cronógrafo clássico no aspecto e na funcionalidade. Incorporando toda a sabedoria e tradição da marca que já vai no seu terceiro século de vida, assenta num movimento mecânico automático de 28.800 vibrações por hora e uma carga máxima de 36 horas, totalmente desenvolvido pela manufactura e composto por 304 elementos.

O verso da caixa – em ouro branco ou rosa – permite ver o coração desta máquina que em tudo lembra a perfeição. A isso jjuda também a simplicidade, a simetria e o equilíbro do mostrador, protegido por vidro safira à frente e atrás, que tornam esta peça ainda mais singular.

Um relógio extremamente interessante e apelativo, cuja produção não está ao alcance de qualquer um. Aliás, tal como a sua posse...