Está aqui

Hublot apresenta novo F1 King Power no Grande Prémio da Coreia

Notícia
Relógio Hublot King Power F1 King Gold

A Hublot apresentou no fim-de-semana passado, na véspera do Grande Prémio da Coreia, a sua mais nova criação na condição de marca oficial da Fórmula 1: o King Power F1 King Gold, em ouro rosa.

Este é já o terceiro relógio que foi apresentado desde o anúncio oficial da parceria entre a Hublot e a FIA, depois do King Power F1 inicial, apresentado no Grande Prémio da China, e da edição especial King Power F1 Monza, dedicado a um dos mais icónicos circuitos do campeonato de fórmula 1. Este novo relógio é essencialmente igual à versão apresentada na China, destacando-se sobretudo pelo material da caixa – ouro rosa.

É também interessante notar que a Hublot escolheu a Ásia para apresentar estes relógios (depois da China, agora a Coreia do Sul), algo que realça a importância emergente deste mercado, não só para a própria Hublot, mas também para a indústria dos relógios de luxo no geral. Simultaneamente, o novo King Power F1 King Gold celebra a realização do primeiro grande prémio de Fórmula 1 de sempre naquele país, um marco não só para a Coreia, mas também para a própria FIA.

Tecnicamente, o novo relógio não acrescenta grandes novidades. O visual é impressionante e agressivo, obviamente inspirado – e com excelentes resultados - no mundo veloz da Fórmula 1. Com 48 milímetros de diâmetro, a caixa em ouro rosa tem um aro em cerâmica negra, que lembra sugestivamente os discos de travão dos bólides. No interior, pulsa o calibre HUB4100, cronógrafo mecânico de corda manual, com carga máxima de 42 horas. Os botões do cronógrafo passam também o espírito altamente desportivo do relógio, tal como o mostrador, que mistura agora o negro da cerâmica com o ouro rosa e marcações vermelhas, herdadas do King Power F1 original. Sensivelmente às 5 horas encontra-se ainda uma pequena abertura para a data.

É certo que a edição especial dedicada ao circuito de Monza seria mais vistosa – o Hublot King Power F1 Monza – compensando a ausência do ouro com um incrível vidro safira em tom vermelho. Este novo relógio, além do material precioso da caixa, não acrescenta muito mais à versão apresentada na China e que inaugurou a parceria entre os dois gigantes. Mas não é esse pormenor que deverá manchar a procura do King Power F1 King Gold, sobretudo se tivermos em conta que se trata de uma edição limitada a 250 exemplares.

Marca: